Eliana de Lima encerra 2020 cantando sambas-enredos e revela sonho antigo

0

Eliana de Lima resolveu atender aos inúmeros pedidos dos fãs e na última segunda-feira (28)  fez uma live com os melhores sambas-enredos da história do carnaval de São Paulo.

 

Claro que sucessos da Unidos do Peruche como: “Águas Cristalinas”, de 1985, “O Rei do Dia Numa Noite de Esplendor, de 1987,  “Filhos de Mãe Preta”, de1988,   “Babalotim – A História dos Afoxés”, 1989, da Leandro de Itaquera, foram dos vários sambas-enredos gravados e entoados por Eliana de Lima na década de 1980 fizeram parte do repertório da live, além de um dos seus maiores sucessos, “Desejo de Amar”.

Eliana também aproveitou para homenagear a Escola de Samba Ilha do Governador no Rio de Janeiro e cantou 5 sambas-enredos. Vale lembrar que na adolescência a cantora tinha um sonho de ser puxadora da escola carioca por ela ter uma linha melódica, diferente e que sempre encantou a sambista, “Com 18 anos eu sonhava em puxar a Ilha do Governador, era uma escola que eu babava e sonhava” revela.

Eliana de Lima convidou alguns artistas para participar da live, entre eles uma parceira de longa data, a cantora Bernadete que em 1991 substituiu às pressas Eliana de Lima que estava grávida da filha Mônica e entrou em trabalho de parto um dia antes da escola Unidos do Peruche entrar na avenida, “Mulheres que puxam samba-enredo tá aqui, Eliana e Bernadete” desabafou Eliana.

Foram mais de 2 horas e meia de live com realização da Lipa Comunicação,  e dentro tantos assuntos abordados, Eliana não deixou de exaltar a luta pelo reconhecimento da mulher e a valorização do cargo de intérprete nas escolas de samba.

Além de Bernadete, Israel do Grupo Doce Sabor e a cantora Gospel Kelly Militão também marcaram presença na live da Rainha do Pagode.

 

Assista:

https://www.youtube.com/watch?v=uwS1YLGdvMQ